Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Blogue da Mafalda

Somos todos normais, até termos filhos! | Por Ana Fagundes Lourenço

O Blogue da Mafalda

Somos todos normais, até termos filhos! | Por Ana Fagundes Lourenço

Qua | 28.11.18

Lixo televisivo

Ana Fagundes Lourenço

Sou do tempo em que se produziam programas para famílias: Delirava com o "Parabéns" e o "1,2,3".

 

Lembro-me de quando o Ricky Martin foi ao Big Show SIC. No dia seguinte não se falava de outra coisa na minha escola. Ou seja, apesar da pimbalhada, havia conteúdo que podia ser visto por novos e velhos, sem constrangimentos.

Hoje em dia a televisão está diferente e, no meu entender, pior. Muito pior.

Começou com a Casa dos Segredos: O que inicialmente parecia ser um jogo em que as pessoas tinham de usar os neurónios, depressa se transformou numa casa de alterne em que uma pessoa se vende em troca de uns meses de fama. Vê quem quer, eu escolhi não ver.

A seguir veio o Love On Top. Não percebi bem o conceito, mas deduzo que seja semelhante ao da Casa. Vê quem quer, escolhi não ver.

Mudo para a SIC e vejo "Casados à primeira vista". Mas alguém consegue explicar-me a ideia? Então andamos aqui a assinar petições contra casamentos combinados entre famílias no Paquistão e depois casamos duas pessoas que nunca se viram na vida?! Mas isso é legal?

Mas a desgraça não fica por aqui: Uma vez que este conceito de casamento às cegas está a ser um sucesso em Portugal, a TVI não quis ficar para trás e já anunciou o novo programa: Malta toda nua numa casa! E nas compras! E em todo o lado! É uma festa!

Vamos parar para pensar? Só um segundinho?

A televisão está uma porcaria, acho que isso nem se discute. Agora, tenho uma novidade a dar: A televisão não melhora o seu conteúdo porque nós, portugueses parolos, damos audiência a estes programas, ou seja, aceitamos de bom grado este lixo televisivo.

Numa altura em que se atravessa uma grave crise de valores não deveríamos exigir mais e melhor? Não deveríamos ser mais criteriosos na escolha do canal televisivo? É que estes programas passam em horário nobre e estão acessíveis a muitas crianças e jovens. É esta a mensagem que lhes queremos transmitir?

Felizmente ainda estamos na fase do Canal Panda e Disney Junior.

2 comentários

Comentar post